1º ato

da sombra sobre o mármore,

no abstrato que se faz concreto.

idealizo o intocável.

revivo dores

das quais fui sujeito.

sinto,

mas me faço alheio.

 

 

deito em minha existência,

se existo.

me cubro de solidão.

se a sinto.

 

escrevo,large

porque finjo.

 

Anúncios

Uma opinião sobre “1º ato

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s