Sábado

O tom das minhas manhãs,

O Sábado nas minhas segundas.

Te quero a flor da pele.

Eu sou teu creep e você meu pedestal.

Quero me embaralhar em ti,

Horizonte ou vertical.

Te mostrar meu mundo condensado.

Dividir meus filmes,

Sentir a alma do apaixonado.

 

“And now my heart stumbles

On things I don’t know

My weakness I feel

I must a finally show”
Anúncios

Uma opinião sobre “Sábado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s