A Cidade chamada “Abismo Emocional”

 

Eu havia caído por horas a fio. Quando cheguei ao chão, notei que havia esmagado a Certeza, que morreu minutos depois. No velório, só quem marcou presença foi a Pena, que sempre estava presente nos eventos.

Com a morte da Certeza, a Dúvida se uniu a Incerteza. Elas tiveram vários filhos, que hoje são boa parte da população da cidade.

O Abismo virou um caos completo. A Confusão derrubou a Ordem do poder e mandou prender a Sanidade e a Alegria. Com sorte, a Alegria conseguiu fugir e hoje vive escondida. Ela aparece, de vez em quando, nas festas do Senso de Humor e do Carisma, seus melhores amigos.

A Tristeza, por sua vez, adorava aparecer. Era pouco adorada pelos outros, pois aparecia até quando não era chamada e bebia como louca, além de sempre levar sua inseparável amiga Angústia.

Eu levei muito tempo a me acostumar com aquela cidadezinha, mas com o tempo fiz alguns amigos e acabei me casando com o Sono. Hoje vivo bem, mesmo com a Dor das Costas morando de inquilina lá em casa.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s